You are here: Home / Updates / Brazil: PEC alters routine of mothers (Portuguese only)
Brazil: PEC alters routine of mothers (Portuguese only)

Brazil: PEC alters routine of mothers (Portuguese only)

Comments
by IDWFED published May 12, 2013 12:00 AM
Valendo há pouco mais de um mês, a PEC fez com que famílias mudassem suas rotinas para se dedicarem mais aos seus lares e também aos seus filhos. A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) das Domésticas só passou a valer há um pouco mais de um mês mas já mudou a rotina de muita gente. Neste domingo (12), Dia das Mães, conheça algumas mulheres que para economizar ou até mesmo otimizar o tempo dessas trabalhadoras dentro de suas casas, passaram a se dedicar mais aos seus lares e também aos seus filhos.

Details

BRAZIL -

Read the original article in full: PEC das domésticas altera rotina de mães | Correio

Valendo há pouco mais de um mês, a PEC fez com que famílias mudassem suas rotinas para se dedicarem mais aos seus lares e também aos seus filhos.

A Proposta de Emenda à Constituição (PEC) das Domésticas só passou a valer há um pouco mais de um mês mas já mudou a rotina de muita gente. Neste domingo (12), Dia das Mães, conheça algumas mulheres que para economizar ou até mesmo otimizar o tempo dessas trabalhadoras dentro de suas casas, passaram a se dedicar mais aos seus lares e também aos seus filhos.

Segundo o  Sindicato das Empregadas Domésticas do Estado da Bahia, não houve aumento no número de domésticas demitidas, mas o casal Júlio e Carine Cerqueira não teve outra opção, a não ser demitir a babá do seu filho mais."Tínhamos três funcionárias e acabamos tendo que demitir uma, com isso as outras duas tiveram seus horários modificados para poder atender a demanda da casa", explicou.

Como a doméstica trabalhava de 7 da manhã às 19h, o valor da hora extra que teria que ser pago a ela extrapolaria o orçamento da família, que acabou optando por colocar o caçula de um ano e meio em uma creche. "O valor que estamos pagando na creche é inferior ao salário que seria pago a ela, e no final das contas foi muito melhor, percebemos que ele está se desenvolvendo muito mais e também percebemos como o tempo ao lado das crianças é precioso", conta Carine que nos finais de semana conta somente com ajuda do marido para cuidar das crianças.

Já a advogada Juliana Caminha não precisou demitir a sua funcionária, mas teve que adaptar o período que ela passa trabalhando. Como seu filho estuda no período da tarde, a babá do menino passou a trabalhar de 8h às 18h, incluindo as duas horas de descanso para o almoço. E no sábado, como a lei determina que as domésticas trabalhem apenas quatro horas, a funcionária é liberada às 12h.

"Hoje em dia é muito raro a gente pedir para ela fazer hora extra, passamos a contar mais com a ajuda dos meus pais e dos meus sogros, o que é ainda melhor para o meu filho", ressalta.

A empresária Fernanda Lemos nunca teve babá por opção, mas com a chegada do seu terceiro filho achou melhor contar com a ajuda de uma, o problema é que para dar conta dos três a doméstica teria que fazer algumas horas a mais do que o permitido, o opção então foi trocar os mais velhos de turno na escola. "Agora eles estudam pela manhã e a babá só chega às 10h e fica até às 19h, horário em que eles já estão se preparando para dormir", explica.

Para Fernanda, a mudança só trouxe benefícios, o tempo ao lado das crianças é ainda maior. "Acho importantíssimo que os pais dediquem o tempo que eles tem disponível para os filhos, já que é na infância que eles aprendem o que vão levar para uma vida inteira", afirma.

Photo (screen capture): Correio

Source: Rafaele Rego/Correio

Story Type: News

blog comments powered by Disqus